Associação São Lourenço

LALALALAA

Picture
O Alto TietĂȘ no Google Maps
O Alto Tietê como circunstância da Associação. 

A Associação São Lourenço tem como proposta acolher “crianças e adolescentes abandonados de 0 a 18 anos, de ambos os sexos, de forma gratuita, a fim de promover-lhes uma formação moral, social e profissional que lhes permita a reintegração na sociedade e a capacitação para o ingresso no mercado de trabalho”. Ou seja, a Associação tem como objetivo reconstruir o que foi destruído na vida de crianças e jovens.

Mas quais são os principais fatores destrutivos da vida de crianças e jovem hoje em dia?

No livro/documentário
Falcão, meninos do tráfico (2006), MV Bill e Celso Atayde revelam que o complexo adolescente-tráfico-drogas não é “privilégio” dos morros cariocas. Fruto de uma pesquisa que se estendeu por oito anos e por quase todas as regiões do Brasil, o livro-documentário mostra de forma crua os descaminhos pelos quais seguiram 17 jovens brasileiros; descaminhos que, ao término do projeto dos autores, já haviam levado 16 deles diretamente para a morte violenta. Viveram, mataram e morreram violentamente.

Pela droga, pais abandonam filhos, filhos roubam e abandonam pais, relações são destruídas, organismos são degradados, mentes e afetividades são distorcidas, talentos são desperdiçados. Milhares de vidas humanas se esvaem por entre baforadas, fungadas e picos.             

E a realidade apresentada em Falcão é também realidade no Alto Tietê.

Entre o início de agosto e o meio de outubro de 2010, notícias publicadas pela mídia da região do Alto Tietê reportam inúmeras ocorrências policiais envolvendo o consumo e o tráfico de drogas. Em 45 dias foram aprendidas 39 pessoas, 1473 pinos de cocaína, 229 papelotes de maconha , 108 pedras de craque  e 7 vidros de lança-perfume. Ainda nesse período foi noticiado que: 1) o candidato a Deputado Federal pelo PSC da região, Claudinei Laves dos Santos, de 29 anos, estava sendo investigado por envolvimento com o tráfico de drogas; 2) os moradores da Praça Francisco Ribeiro Rodrigues, em Mogi, reclamam que o local virou ponto de comércio e consumo de drogas, tornando-se um local perigoso, o que afeta os negócios do lugar  c) a polícia realizou uma mega-operação em um conjunto habitacional de Guararema em razão do mesmo problema; e d) o vereador de Mogi das Cruzes, Expedito Ubiratan Tobias (PR) propõe lei de “toque de recolher” para menores de 18 ano. O que motivou o projeto? A violência e as drogas que transladam o campo gravitacional dos jovens. 

Das 39 pessoas detidas em dois meses e meio, 14 delas eram adolescentes.  M.H.T.S , B.L.R.C , E.G.F , E.S.S, D.J.T.S, G.O.G, C.C.C.B, R.F.S, e outros seis foram encaminhados às autoridades em razão do seu envolvimento com o tráfico e o consumo de entorpecentes. E quantos outros como eles não existem em nossa região?

É deles que Maurizio fala quando afirma que a São Lourenço recolhe e ajuda a “humanidade ferida, pobre, abandonada, sozinha”.

O funcionamento da Associação

Encaminhados pelos Conselhos Tutelares, pelas Varas da Infância da região ou por conhecidos, as crianças e jovens recolhidos pela Associação passam a ser moradores de uma comunidade com disciplina rígida, uma atmosfera de solidariedade, amor e uma excelente infra-estrutura.

No sítio onde se instalou há 15 anos, a São Lourenço possui oito casas, uma marcenaria, serralheria, três lagos, campo de futebol, campo de areia, dois escritórios, sala de informática, duas salas usadas para reforço escolar e biblioteca, uma sala polivalente, quatro banheiros coletivos externos, uma garagem para acomodação de dois veículos, uma enfermaria, laboratório de arte terapia, pintura e iconografia, brinquedoteca, uma lavanderia industrial, um almoxarifado, uma cozinha industrial com dispensa para alimentos, uma quadre poliesportiva, uma padaria, pomar, hortas, capela, jardins e áreas livres.

Cada uma das 8 casas é, em termos de manutenção, ordenamento e limpeza, um núcleo familiar autônomo. Os chefes das famílias são missionários, leigos ou não. Eles são responsáveis por acordar as crianças e jovens, coordenar as atividades domésticas e escolares, e a alimentação.

As casas são divididas por gênero e por faixa etária. Os bebês, em razão da sua vulnerabilidade, ficam sob os cuidados de casais missionários no intuito de possibilitar a elas as circunstâncias mais próximas as de uma família.

A rotina começa bem cedo. Às 6 horas para os adultos. Às 7 para as crianças. Antes do café da manhã, todos – exceto os bebês – vão à capela rezar e agradecer. “Primeiro o alimento espiritual, depois o alimento da barriga”, brinca Maurizio.

Depois do café, cada um dos 100 moradores tem atividades específicas. Limpeza das casas, marcenaria, reformas e concertos diversos, construção, estudo. O colégio Placidina de Mogi das Cruzes fornece bolsas de estudo para 60 moradores da Associação São Lourenço.

Fonte:
www.comunitacenacolo.it (acessado dia 03/10/2010 às 22h37)

HELENA, H. Terceiro setor: gestão e controle social. p.8. Editora Saraiva,  2007, São Paulo, SP

HELENA, H. Terceiro setor: gestão e controle social. p.11. Editora Saraiva,  2007, São Paulo, SP

PENA, F. Teorias do Jornalismo. p 187. Editora Contexto , 2005. São Paulo, SP.

MARÌAS, J. A perspectiva cristã. p 112. Editora Martins Fontes, 2000. São Paulo, SP

CORÇÃO, G. O valor da vida.

CUTTAZ, F. Amar: mística e prática da caridade. Pág.119 -122. Edições Paulinas, 1961, trad. M. Cecília de M. Duprat

CUTTAZ, F. Amar: mística e prática da caridade. Pág..41-59. Edições Paulinas, 1961, trad. M. Cecília de M. Duprat

 LEBRET, J. L. Dimensões da caridade. Pág 6. Livraria Duas Cidades, 2ª Ed revisada. Trad. M. Conceição Goulart Pacheco, 1959

 WOODS, Jr. T. Como a Igreja Católica Construiu a Civilização Ocidental. Editora Quadrante, 2005, São Paulo, SP

http://www.youtube.com/watch?v=vYY5SbjAouo (acessado dia 08/10/2010 às 03:26)

 
http://www.secidas.pmmc.com.br/saolourenco/quemsomos.php(às 01:38 do dia 08/10/2010)

1 2 3 4